domingo, novembro 18, 2007

Kiki, Imprópria Para Feministas!

Um novo estudo envolvendo 16.000 mulheres (o que é de fato uma grande pesquisa) acaba de concluir que as mulheres mais voluptuosas tiram melhores notas em testes cognitivos, e atenção para o detalhe: O mesmo é verdadeiro para seus filhos. A conclusão aponta para o que os homens já sabem instintivamente há milênios: As curvas de uma mulher tem relação direta com o potencial de sua inteligência e da de seus descendentes.

Em outras palavras mais Kikizescas e sem freio: Viva a genialidade das mulheres cadeirudas de cintura fina (Martha Rocha, a famosa, perdeu aquele concurso de Miss Universo por ser duas polegadas mais inteligente que sua concorrente americana !) Como não poderia deixar de ser, o estudo demonstra fórmulas matemáticas de como calcular o coeficiente cognitivo e publica estatísticas onde conclui por final que quanto maior a diferença entre a cintura e os quadris, maior a inteligência.


Uma das teorias que justifica a conclusão, é de que um ácido, conhecido como Omega 3, tenderia a acumular-se ao redor dos quadris, ácidozinho safado que alimenta a inteligência feminina. A matéria foi originalmente publicada na revista Evolution and Human Behaviour, mas aqui nos EUA foi um fuzuê só: Deu no New York Times, deu na CNN, deu em tolos os canais de televisão, deu na BBC de Londres e deu na telha da Kiki também!




A notícia me deixou especialmente feliz, uma vez que a anarquista em mim grita o começo de uma revolução feminina, mais do que feminista. O que teria então levado a uma geração inteira de mulheres a se tornarem bulímicas e anoréxicas? A cortarem seus cabelos em cortes repicados dignos de personagem dos desenhos animados japoneses. A trocarem a calças cigarretes e sweaters justinhos por calças de carpinteiro, cuequinhas femininas, sem falar nas famosas calças do tipo pijamão?



Eu sei, vocês estão pensando, é a tal da Midia, é Hollywood, são as revistas de moda. Pois é, exatamente isto!


A mulher habituou-se a olhar sua própria forma em apenas uma dimensão, sua imagem no espelho e aquelas estampadas nas revistas de moda. Não foi treinada para pensar em 3D ou mesmo enxergar com as mãos! Paro e reflito, ao se verem no espelho, as mulheres automaticamente se auto-editam procurando gordurinhas indevidas e rugas intrusas. Teria o photoshop sido criado por uma mulher? Hmmmmm! O que aconteceu com as mulheres que apertavam as cinturas e ouviam os homens? Ah, lembrei. Elas foram massacradas pela famosa revolução feminista.

Será que o custo de perdermos nossas formas, valeu o voto livre? Risos! Não! Não tem Cognac no meu cafezinho matinal! E meus pensamentos polêmicos ainda vão me encrecar de verdade um dia desses!Lembro às meninas da nova geração, viciadas em revistas de moda. Que por trás de uma mulher bulímica na passarela, tem sempre uma bichona! Francamente! Onde estão com a cabeça? Definitivamente, não nos quadris!

Viva então as novas Pin Ups! Amém à Jennifer Lopez, Byoncé, Salma Hayek, Anne Nichole, Nigela, Shakira, Charlize Johanson, entre tantas que ousaram e abriram novos caminhos na midia! Viva o poder das curvas femininas, todas elas... das ondas nos cabelos compridos, dos cílios curvados, das bocas cheias pintadas de carmim, de cinturas fininhas, e pés de bailarina, corpo de violão! Viva a mulher feminina e poderosa.
Enfim, desabafo domingueiro resolvido e publicado. Paro então para continuar meu café da manhã e abastecer o Omega 3!

Deixo vocês cantarolando um sambinha:

"...quando o samba requebra as cadeiras da Nega,
Nego diz! Que ela não vai para o samba é o samba que vai para os seus quadris!..."

Kiki Hamann

Nota: As ilustrações maravilhosas deste texto são as famosas pin ups do Vargas!


Nota 2 : O termo pin-up primeiro apareceu na língua Inglesa em 1941 e o que queria dizer na época era uma mulher cuja beleza era digna de ser colocada na parede! As imagens pin-ups eram recortadas das revistas e jornais da época e eventualmente se tornaram calendários e cartões postais. Ehehehe, Kiki também é cultura! :)

Um comentário:

Anônimo disse...

Sim!Sempre adorei mulheres inteligentes!Quando cintura e quadril não tem muita afinidade a gente sente falta.Apoio incondicional a tua mulher anti feminista(até que enfim achei uma),que a mim soa quase a movimento racial.Adorei estar aqui. beijo, DuduPererê
www.verbologue.zip.net