domingo, novembro 11, 2007

Papo Femininamente Musical!

Me perdoem os homens, mas estive pensando esta manhã (sim nós criaturas Venusianas, ocasionalmente usamos esta parte do corpo) e cheguei a conclusão que o Brasil é uma país de cantoras. Sim, são elas quem comandam os sentimentos e saculejos musicais razões pelas quais o Brasil não sai da moda, dos ouvidos e das rádios internacionais. Ao avaliar a minha coleção musical, totalmente discriminadora e snacional) percebi que eram elas que haviam tomado posse do meu gosto musical. E olha que eu tenho de tudo: de vozes meiguinhas, rouquinhas (essas para eles), fininhas, arranhadas, dramáticas, esgueladas, jazzisticas, velha e nova gerações.... as mulheres não cantam, elas encantam! A mulher brasileira, dança e enfetiça com a voz.




Cutuquei minhas memórias de criança... e me lembro que desde pequeninas nós, as Venusianas, cantamos. Os primeiros acalantos ouvimos em geral das vozes amadas das nossas mães, avós, babas e professoras e depois em grupo, passamos a cantar cantigas de roda, e viramos os olhinhos quando aprendemos as primeiras cantigas de amor, e cantarolamos ao dirigir. Esta mistura de voz, som e ritmo é altamente sedutora e hipnotizante, e assim cantar é tão parte do ser brasileira como o famoso andar carioca.





Nestas alturas vocês deverão estar pensando, que presunçosa o que será que ele ouve? Se cutucarem minha caixinha de músicas acharam de tudo, é uma máquina do tempo... Uma cartola de maga!


Como este é uma papo musical sem freio vou logo avisando. Eu não presto e vou assumir que não gosto de Elis. Será que depois desta confissão pública me restarão amigos? Risos... no entando, vou me redimindo, AMO MARIA RITA, e assim sendo, acho que a própria Elis, talvez me desculpasse dessa, eu assim generosamente lambendo sua cria.



Com Elis fora do caminho, me sobram cantoras pelas quais sou loca. Adoro por exemplo a voz doce e afinadíssima de Jane Duboc, cantando cafonisses antigas.... ou mandando ver em Capim de Djavan! Sou fan de carteirinha de Joyce, que além de tremenda violeira e mulher inteligente, compõe para os homens! Não é demais poder ouvir "Homem da Cor Brasileira"? Pois é, além disso ela tem uma gata ruiva chamada Rita Lee, é casada com um ha milhões de vidas e nos trouxe outro novo tesouro, Ana Martins. Coisas de cantora eleita.



Escuto coisas que só quem mora fora do Brasil, descobre sozinha.... Ana Caram, acompanhada de Romero Lulambo no violão é um show bossanovando o novo... Avião de Djavan por exemplo. E tem a Rosa Passos, João Gilberto de saias, voz que aborrece meus amigos de M, mas tem um ritmo sincopado, e um violão tão certinho com repertório caprichado que é impossível resistir!


Vez em quando escuto Carol Saboya, jobiniando Fotografia, uma delicia! Anna Lemgruber trazendo de volta chorinhos deliciosos. Dóris Monteiro, uma gata até hoje! Jussara Silveira, na sua voz de mulher madura. E as Lucianas... Luciana Souza, totalmente Boston Jazz e Luciana Mello, cantando quase a Capella Djavan! Não me permito gostar de Leila Pinheiro... motivo muito pessoal... Meu pai, acha que ela grita e por causa dele, comecei a achar tambem! Mesmo assim, gosto do repertório da Berrona e ouço frequentemente Coisas do Brasil, onde ela grita menos.



Lucinha Lins não é cantora, mas trouxe de volta Sueli Costa, quem tem a alma com corpo moreno como o meu! E viva a mulher que compõe! De repente saio desta emoção cafona-romantica e ouço Leny, ta certo... um tanto complexada de não nascido em New Orleans, mas francamente com vozeirão de quem poderia, não é? Entre os meus fingimentos, vinjo que gosto de Marina para agradar os homens, que a consideram a coisinha mais sexy do mundo. Repertório agradável, voz, nenhuma. Mas eu insisto e não desisto!


Escuto ainda as magas do samba, Beth Carvalho, Marron (Mangueirenses de respeito), Tereza Cristina e a coitadinha da irmã do Chico Buarque, a Cristina, boa contadora de historias trazendo no seu miado canções que teriam se perdido. Adoro um samba rasgado e me encanto com a nova geração, salve Ana Martins e Maria Rita na ponta do pé!








Desencavo um Trio Esperança cantando A Capella... como são afinadas e criativas.. e na viagem ao tempo, me lembro de karaokear com Evinha, vestindo um casaco marrom! Wanda Sa canta lindinha de parceria com Celiz Vaz, onde Doralice é uma delicia na voz das duas. Sim ao contrário de tantas teorias musicais as mulheres são perfeitamente capazes de cantarem em harmonia, em diversas vozes!

Não vamos exagerar, tudo tem um certo limite... Desta tal de Virginia Rodriguez.. tenho apenas uma pergunta para fazer? O que que é isto minha gente, estamos todos loucos? Quem foi o louco mor que a botou no palco?




Olay, desabafo registrado continuo... Paula Toller quando muda de roqueira e esquece que não é Madona, soa lindinha, basta ouvir suas participações especiais. Aliás viva os songbooks que os mostraram que até conseguem desbaianar a Daniella Mercury que me deliciou cantanto a musica do Canal 100, que bonito é!


Nana Caymmi, tambem faz parte da categoria das que finjo que gosto... Risos,! No entanto devo admitir que escolhe um senhor repertório e só pelo sobrenome deliciosamente musical vale ser ouvida.

Gal não canta se não estiver muito ensaiada, isto me aborrece. Bethania anda invovativa e menos dramática, upgraded versio Betha 2.1, cheia de graça!

Ah, Teca Calazans... chorinhos divinos cantados ao lado do Trio! A minha lista é grande e para você que me lê, dou agora recreio, se não poderia falar por horas a fio....


Chiquinha Gonzaga você, musa eterna, abriu todas as alas! Mas encerro com Zizi .... que rima com Kiki e deu guinada na carreira no dia em que conheceu um homen de verdade. Como canta lindo, que voz versátil e rítmo irrepreensível.
Ta bom, chega da mulherada. No próximo blog vou ter que admitir, apesar das vozes serem femininas... O violão é definitivamente deles. E viva o nosso violão brasileiro!
Kiki em dia de Sol Maior!

Nenhum comentário: